Ao invés da frente ampla para combater a violência contra a soberania do Brasil e a destruição dos direitos dos trabalhadores vejo, na “capela“ ,uma verdadeira briga de bugio. Assim perpetuaremos o entreguismo.

Cerca 10 minutos atrás from Roberto Requião's Twitter via Twitter for iPhone



Página IncialOcultosDelegado do Nurce vai a Goiás ouvir Carlinhos Cachoeira

Delegado do Nurce vai a Goiás ouvir Carlinhos Cachoeira

Delegado do Nurce vai a Goiás ouvir Carlinhos Cachoeira O delegado do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce), Naylor Robert de Lima, vai a Goiás, nesta segunda-feira (21), para ouvir o depoimento do empresário do jogo Carlinhos Cachoeira. O delegado deve conversar com Cachoeira na manhã de terça-feira (22), na delegacia regional da cidade de Anápolis, interior do Estado, onde o empresário mora. Cachoeira foi intimado para depor em Curitiba no começo do mês, mas não compareceu, alegando que corria o risco de sofrer um atentado durante a viagem. Os advogados do empresário sugeriram que Cachoeira fosse ouvido pelos policiais de Anápolis através de carta precatória, mas o delegado paranaense preferiu viajar até Goiás para conversar pessoalmente com o empresário. Carlinhos Cachoeira, que ficou nacionalmente conhecido depois que denunciou o assessor da Chefia da Casa Civil do Palácio do Planalto, Waldomiro Diniz, por corrupção, é suspeito de envolvimento em fraude na licitação que escolheu a empresa Larami para controlar o serviço de loteria on-line do Paraná em 2001. Segundo as investigações do Nurce, a principal prova que aponta para irregularidades no processo licitatório é o rápido aumento do capital social da empresa Larami, que saltou de R$ 5 mil para R$ 600mil, dias antes da licitação. Outro fato que intriga a polícia é a troca da equipe responsável pelas licitações no Serviço de Loterias do Paraná (Serlopar), às vésperas da análise das empresas que concorriam para controlar a loteria on-line no Paraná. Agência Estadual de Notícias 20/06/2004