Com escárnio diziam que Temer revogaria a LEI ÁUREA! REVOGOU! REVOGOU MESMO!

Cerca 46 minutos atrás from Roberto Requião's Twitter via Twitter for iPhone



Página IncialNÃO A BERNARDO FIGUEIREDORequião revela novo relatório oficial que condena gestão de Bernardo Figueiredo na ANTT

Requião revela novo relatório oficial que condena gestão de Bernardo Figueiredo na ANTT

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) destaca relatório que aponta má gestão de Bernardo Figueiredo na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)Um novo relatório oficial, agora de uma comissão especial do Ministério dos Transportes, condenando a gestão de Bernardo Figueiredo na direção da Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT, foi divulgado nesta quinta-feira (7), pelo senador Roberto Requião, no plenário do Senado. O documento confirma análises da Procuradoria Geral da República e do Tribunal de Contas da União, dando conta da absoluta incúria da ANTT na fiscalização dos contratos de concessões de ferrovias, informou Requião.

O senador lembrou que as denúncias fizeram com que o Senado rejeitasse a recondução de Bernardo para dirigir a ANTT. No entanto, deplorou, logo em seguida ele acabou sendo nomeado para presidir a Empresa de Planejamento e Logística que, entre suas atribuições, está viabilização do “trem-bala”, para Requião uma “idéia fantasiosa, dispensável e muito cara”;

Ainda na sessão do Senado desta quinta-feira, o senador Roberto Requião lamentou que o atual presidente da Câmara dos Deputados tenha recuado da posição de defesa da prerrogativa do Congresso de cassar mandatos de parlamentares. Antes da eleição, o presidente defendia a Constituição e a Câmara, para conquistar os votos dos deputados, agora, eleito, “deixa de ser o tigrão”, ironizou o senador.

A seguir, vídeo e texto do discurso.

 

Um comentário em “Requião revela novo relatório oficial que condena gestão de Bernardo Figueiredo na ANTT

  1. Na balança, pesa muito contra o trem bala o lobe das aéreas;
    Enfim é modernidade que se deva realizar em conforto do Povo Brasileiro: Porém, a fiscalização nos preços é irrefutável;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *